Página Inicial Geral@fe-em-accao.com ::: Venha conhecer a nossa Igreja - Visite-nos :::

 


Mensagem

 

Mais

Igreja Desperta!

O que é a Igreja?

É o conjunto de todos os crentes, em todo o lugar, que receberam o Senhor Jesus Cristo, como seu Senhor e Salvador (João 1:12). A Igreja reúne-se em Templos, chamados Casas de Oração, nome atribuído pelo Senhor Jesus (Marcos 11:17).

  • O problema da Igreja hoje, é, que vive, à revelia da vontade de Deus. O Senhor Jesus afirmou, que nada fazia, sem que do alto lhe fosse revelado (João 5:19).
  • Os crentes (Igreja de Hoje), trazem o mundo para dentro da Casa de Oração, em vez de influenciarem o mundo com o seu testemunho, pois esquecem-se, que foram chamados para serem o sal da terra e a luz para o mundo (Mateus 5:12,13). 
             
  • È importante que alguém os lembre da sua situação no Corpo de Cristo, Paulo expressava:”Ou não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que habita em vós, o qual possuis da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos” (I coríntios 6:19).

 

O caminho para a restauração

É o estabelecer comunhão diária com o Senhor Santo Espírito, a nossa vida será restaurada, e o seu sentido, terá um rumo bem definido.

Como é que a nossa fé (Hebreus 11:1) pode ser restaurada, a fim de que possamos ser profundamente movidos pela graça de Jesus Cristo e pelo amor de Deus?

Como encontrar esse caminho de restauração?

  • Deus tem resposta para nós! E já estabeleceu um meio pelo qual, vamos ser abençoados, é o relacionamento do nosso espírito, com o Espírito Santo do Senhor.

  • Constantemente, ao vir da presença do Pai, o Senhor Santo Espírito, transporta do trono de Deus, toda a graça e o amor do Pai, e instala em nós a confiança da sua presença.

 

Como proceder a fim de ter essa comunhão

  • É bom saber, o que significa a palavra comunhão. É a partilha de bens, ideias, momentos de convívio (em situações bem definidas), viajar juntos, gozar da presença e do companheirismo do Espírito Santo, que provoca em nós, um bem-estar Espiritual, que é essencial á vida com Deus.

  • A medida da nossa Fé, está na proporção directa da nossa comunhão com o Espírito Santo. Mediante esta comunhão, recebemos Bênções Espirituais e aproveitamos para lhe falar dos nossos sinceros desejos (objectivos que nos propomos atingir).

 

Acorde! Embora a graça de Jesus Cristo e o amor de Deus sejam, sem limites, e abundantes no céu, eles são inúteis para nós se não os alcançarmos.

Como por exemplo: Mesmo que tenhamos o coração cheio de bons desejos, se o Senhor Santo Espírito, não nos ajudar a comungar com Deus, pela oração, não podemos orar como convém. (Romanos 8:26).

  • A palavra de Deus é bem clara na confirmação deste facto. “Ora, o Senhor encaminhe os nossos corações no amor de Deus e na constância de Cristo” (II Tessalonicenses 3:5).

  • Que fique bem claro, este versículo. O Senhor refere-se á terceira pessoa da Trindade, visto ser Ela quem nos conduz ao amor de Deus, e á preserverânça de Cristo, ou seja, ao saber esperar com paciência por Cristo.

 

A Bíblia ensina com clareza que o espírito assiste - nos na nossa oração: “Da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas fraquezas, porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis” (Romanos 8:26).

 

O Espírito da Verdade em nós

  • A nossa intimidade com o Espírito Santo, leva-nos à segurança da vida Espiritual. Sem essa inter ajuda e relacionamento pessoal, não pode haver Fé com poder e vitória.

  • Na Igreja primitiva era abundante a oração fervorosa, em paixão transbordante, em rica vitalidade e acção de graças, como um fluxo, abundante de certezas, e o resultado do seu companheirismo com o Consolador era visível, pelas salvações e manifestações de sinais de vida.

 

Os Cristãos de hoje, aceitam meras formalidades exteriores de religião, tais como:

Fazem um Evento, copiam o mundo, para chamar a atenção dos fieis, põem fachos de luzes, espalham fumo pelo palco, ao qual deveriam chamar-lhe Tribuna, irritam Deus, falta-lhes a Glória de Deus e imitam-na artificialmente, pois ELE não está presente; são cerimónias de adoração áridas, ou vêem à Igreja como vão a um lugar de encontros sociais. Porquê? (II Crônicas7:1-3)

  • Este vazio, tem deixado os jovens cansados do cristianismo e da sua forma piedosa.

  • Eles desiludiram-se, porque a Igreja perdeu sua vida Espiritual.

 

A Igreja dos dias de hoje

A Igreja de hoje precisa promover algo que inflame todas as paixões humanas.

- As metodologias que envolvem a igreja presente, a programação humana e despersonalizada (sem a presença do Espírito Santo), torna-se um evento meramente fúnebre , em vez da Instituição viva do poder de Deus.

 

Qual é a solução para este problema?

Para o problema que envolve a Igreja hoje, só há uma saída, que é:

Um fervoroso relacionamento com o Espírito Santo, sem ele, a Igreja esfria dia após dia; e entra num ciclo de: “Adoração mecânica e vaga”.

  • A Fé perde a paixão ardente, que dá profundidade á nossa personalidade e comunhão íntima. Logo este tipo de Fé é denominado por um fogão sem fogo.

  • Boa pergunta a do Apóstolo Paulo: “ Recebeste vós o Espírito Santo quando crestes?” (Actos 19:2)

  • A observação do senhor Jesus Cristo, em relação aos seus discípulos, leva-O a expressar-se desta forma:

 

“ Não fiqueis, tristes, abatidos nem desesperados”, Eu rogarei ao Pai, e Ele vos dará outro Consolador, para que esteja convosco para sempre… não vos deixarei órfãos; virei para vós (João 14:16,18).

 

Como desfrutar da presença do Espírito Santo?
Duas grandes decisões

  • Primeiro reconheça que Ele está presente (como Consolador, Evangelista etc.) na Sua Igreja, e toda Ela incluindo você e eu, devemos recebê-Lo de bom grado, desejando a Sua orientação e dependendo a cada instante da Sua presença.

 

O amor e a graça do nosso Deus e Senhor, só podem alcançar o nosso Espírito, mediante a sua comunhão diária com o Espírito Santo.

  • Segunda, é a da Igreja admitir que não é na vontade do homem, mas na comunhão do Espírito Santo, trabalhando juntos, como companheiros dos mesmos objectivos, que vamos conseguir desfrutar as alegrias e vitórias no meio das provações.

  • Afinal, quem convence o Homem do pecado, da justiça e do juízo Divino? (João 16:8). O Espírito Santo foi enviado à terra, a fim de trabalhar em parceria com os crentes, para vivificar, espíritos mortos, dando testemunho da graça de Jesus Cristo.

  • O próprio Senhor disse aos seus discípulos:

 

“ Quando vier o Consolador, que Eu da parte do Pai vos enviarei; o Espírito da Verdade, que procede do Pai, ele testificará de mim. E vós também testificareis, pois estais comigo desde o principio” (João 15:26-27).

Pode concluir-se, que o motivo da Evangelização hoje progredir tão pouco, é que a Igreja regrediu na obra de ganhar almas, e por que ela tem estado à beira da falência, pois a comunhão diária com o Espírito Santo foi rompida.

 

Cegos, pelas vidas que constroem para si!

  • No livro do Apocalipse regista-se: “ Eis que estou à porta, e bato. Se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei: e ele comigo” (Apocalipse 3:20). A quem foram endereçadas estas palavras? Não foi ao mundo incrédulo, mas á Igreja de Laodiceia, aos crentes no tempo do fim do mundo.

  • As pessoas nos dias de hoje não reconhecem o Espírito Santo, nem o recebem de bom grado. O nosso Senhor Jesus Cristo disse que estaria sempre connosco, mediante a presença do Espírito Santo, nas nossas vidas. Todavia a Igreja tenta fazer a obra de Deus, mediante a adoração concentrada no Homem, afastando o Espírito Santo e deixando-O do lado de fora!

  • A obra de Deus (a Evangelização) deve ser feita do princípio ao fim acompanhada com o Espírito Santo; assim fizeram os crentes no início da Igreja (a Igreja primitiva).

  • Quando questionado Pedro pelo conselho judaico em Jerusalém, ele respondeu nestes termos às perguntas do conselho: “ O Deus de nossos Pais ressuscitou a Jesus, a quem vós mataste, suspendendo-o no madeiro. Deus, com a sua dextra, o elevou a Príncipe e Salvador, para dar a Israel o arrependimento e a remissão dos pecados. Nós somos testemunhas destas palavras, nós e também o Espírito Santo, que Deus deu aqueles que lhe obedecem” (Actos 5:30-32).

  • Lembro que o Senhor Jesus Cristo, não começou a pregar o reino do céu, senão depois de ter recebido a plenitude do Espírito Santo.

Dizia um jovem pregador Archibald Brownoh, quão importante é um trabalho onde o nosso companheiro principal é o Espírito Santo! Sem a sua presença, nenhuma vida de Fé ou obra Evangélica tem valor”.

Conta o livro de Actos dos Apóstolos, que Filipe pregava na companhia do Espírito Santo, e a experiência registada em Actos 8:26-40, diz-nos que o anjo apareceu a Filipe, dando-lhe instruções que ele seguiu à risca, e a partir dai, não mais pararam as experiências sobrenaturais (Actos 8:39).

 

Conclusão   

Igreja, onde queres chegar?

Em cada cidade, vila e comunidade há Templos, mas o Espírito dos adoradores tornou-se vazio e nulo.

  • Na Igreja em Antioquia (Actos 13:1-4), eles serviram ao Senhor, e jejuavam, e o Espírito Santo disse:

Apartai-me Barnabé e Saulo para a obra que os tenho chamado. Então, depois de jejuarem e orarem, puseram sobre eles as mãos, e os despediram.
Importante: Sem esperarem pela orientação D´ELE, e à semelhança desta Igreja em Antioquia, que servia ao Senhor e orava no Espírito, como poderia alguém ouvir-lhe a sua voz mansa e suave?

  • A Igreja moderna está cheia de planos e programas para agradar ao Homem, numa associação puramente comunitária. Não há quase interesse em escutar o Espírito Santo (é tudo para ontem).

  • Como resultado, a Igreja, que deveria estar cuidando da obra de Deus (estendendo o seu reino sobre a face da Terra evangelizando), está devastada, tornou-se objecto de escárnio e reprovação.

 

Nota final

O que há a fazer?

As Igrejas devem ser cheias de pessoas separadas, para a comunhão com o Espírito Santo, a fim de Evangelizarem o mundo (O universo dos Homens sem Deus).

  • Na Igreja primitiva, o Espírito Santo, na sua forma de actuar, resolvia questões teológicas, supervisava, ensinava, dirigia, era tudo em todos.

  • Procure para si hoje, a presença dos Atributos Divinos, enriqueça o seu espírito (Isaías 11:2) diga-lhe, preciso dos teus atributos oh Deus, quero andar de mãos dadas contigo Senhor Santo Espírito, chega de insatisfação, de preocupação e de inquietude. Quero saber lidar com sabedoria com os assuntos do dia a dia. Quero estar contigo e vencer como Jesus o fez!


Carlos Pereira
Saudações Cristãs

 

 

 

  ___________________________________________________________________

Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida
sem a permissão prévia dos W ebmasters

Optimizado para 1024x768 na versão: 

Microsof Internet Explorer 5.0 ou superior 

     

 

 

Fé em Acção